Weby shortcut
Logo - FAFIL
Youtubeplay
  • Ver todas
  • II Encontro Internacional do Grupo de Estudos Democráticos

    24 a 26 Junho

    Representação - variações de um conceito.

    UFMS, Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil

    24 a 26 de Junho de 2019

     

     

    www.estudosdemocraticos.com.br

     

    A questão da representação é uma questão difícil, uma à qual muitos académicos têm dado atenção nos últimos séculos. Nos dias de hoje, virtualmente todas as democracias contemporâneas são democracias representativas, e não diretas. No entanto, embora o conceito de democracia tenha sido objeto de inúmeras teorias e debates, menos tentativas têm sido feitas para trabalhar analiticamente o conceito de representação. O Conceito de Representação de Hannah Pitkin (1967) abriu a caixa de Pandora, e, depois dessa obra paradigmática, outros teóricos começaram a dar a atenção devida ao conceito de representação no âmbito do paradigma de governação democrática. Os Princípios do Governo Representativo de Bernard Manin (1997), Representação Política de Frank Ankersmit (2002), assim como Democracia Representativa – Princípios e Genealogia de Nadia Urbinati (2006) transformaram as abordagens teóricas e discussões acerca da representação política. No entanto, apesar de recentemente o conceito de representação ter estado no centro de abordagens teóricas e normativas, a relação específica entre representação e democracia permanece por explorar no seu potencial mais amplo. Como diz Castiglione e Pollak, é preciso desvincular a democracia da representação para ganhar perspectivas acerca de o que torna, efetivamente, uma representação democrática (2019). Mas mesmo esta tarefa, de expansão de horizonte conceptual e imaginativo, que nos permite compreender os fenómenos das democracias contemporâneas sob uma outra luz, não é isenta de obstáculos; afinal, também nela se encontra o desdobramento em pelo menos duas perspectivas acerca da representação: a primeira, ‘a guinada representativa’ dentro da democracia democrática, que obriga a repensar a relação entre soberania popular e legitimidade; a segunda, concentrando-se nas operações da representação, isto é, as formas pelas quais representantes e representados se constituem enquanto tal (CASTIGLIONE, POLLAK, 2019: 13).  O objetivo deste II Encontro Internacional é explorar as transformações do conceito de representação, num contexto democrático, assim como suas implicações teóricas e práticas. Alguns tópicos orientadores são:

     

    ·      Como a representação foi conceptualizada na história da filosofia política, explorando potenciais relações com outras áreas da filosofia e afins: representação na literatura, estética, ciência, etc.

    ·      Relação entre democracia e representação – o que torna a representação política democrática?

    ·      O papel da representação nas diferentes teorias da democracia – elitista, agonística, popular/populista, constitucional, deliberativa, participativa, entre outras.

    ·      Democracia, populismo e tecnocracia.

    ·      Representação, democracia e a questão de género.

    ·      Representação, democracia e a questão de raça.

     

    Esperamos, com este encontro, explorar as relações teóricas e práticas entre diferentes modelos de democracia, crentes de que uma nova combinação possa contribuir para uma redefinição do paradigma democrático oferecendo novos impulsos para o futuro. Temos um particular interesse em propostas que visem o contexto brasileiro e/ou comparação entre experiências e transformações democráticas contemporâneas, quer dentro da América do Sul quer com outros continentes.

     

    Palestrantes Confirmados:  Prof. Alessandro Ferrara (Universidade de Roma Tor Vergata), Prof. Dario Castiglione (University of Exeter), Prof. Marta Nunes da Costa (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Prof. Ester Heuser (Unioeste), Prof. Helena Esser dos Reis (Universidade Federal de Goiás), Prof. Ricardo Pereira de Melo (UFMS).

     

     

     

     

    Submissão de propostas:

     

    Enviar propostas com até 500 palavras, preparadas para blind review, e 5 palavras-chave. Informar nome, contato, instituição e uma curta biografia (até 3 linhas) Enviar para: nunesdacosta77@gmail.com

     

     

    Data limite de envio: 10 DE MAIO de 2019.

    Notificação de aceite: 15 DE MAIO de 2019.

     

    Comissão Organizadora: Marta Nunes da Costa (UFMS), Maísa Martorano Suarez Pardo (Campinas), Ester Heuser (Unioeste).

     

    II International Meeting of Group of Democratic Studies

     

    Representation – Variations of a Concept

    Federal University of Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Brazil

    June 24-26 2019

    www.estudosdemocraticos.com.br

     

     

    The question of representation is a difficult one, one of which has become a subject matter of reflection for many philosophers in the past centuries. Today, virtually every contemporary democracy is representative, not direct. However, while the concept of democracy has been object of innumerous theories and debates, fewer attempts have been made to work from an analytical point of view the concept of representation. The Concept of Representation of Hannah Pitkin (1967) opened Pandora's box and since this paradigmatic work other philosophers and political scientists have paid attention to it within the scope and paradigm of democratic government. Principles of Representative Government of Bernard Manin (1997) and Representative Democracy of Nadia Urbinati (2006) transformed theoretical approaches and discussions regarding the concept of representation. However, despite that, there is still a large potential to be explored. As Castiglione and Pollak say in their most recent book Creating Presence (2019), it is necessary to disentangle democracy from representation in order to gain new perspectives about what makes representation democratic. Nevertheless, even this task of expansion of conceptual and imaginative horizon, which allows us to understand recent phenomena of contemporary democracies under a new light, is not free of obstacles. Indeed, one may find at least the unfolding of two perspectives: the representative turn in democratic theory (Nasstrom 2011), which forces us to rethink the relationship between popular sovereignty and legitimacy; and that which focus on operations of representation, i.e., the ways through which representatives and represented constitute themselves as such. (Castiglione, Pollak, 2019: 13). The goal of the II International Meeting of Group of Democratic Studies is to explore the transformations of the concept of representation in a democratic context, as well as its theoretical and practical implications. Some guiding topics are:

     

    ·      How has the concept of representation been theorized in the history of political philosophy and political theory, exploring potential links with other areas such as aesthetics, literature, science, etc.;

    ·      The relationship between democracy and representation: what makes of political representation democratic? ;

    ·      The role of representation of the theories of democracy - elitist, agonistic, popular/populist, constitutional, deliberative, participatory, among others.

    ·      Democracy, populism and technocracy

    ·      Representation, democracy and the question of gender

    ·      Representation, democracy and the question of race

     

    We hope with this meeting to explore the theoretical and practical relations between different models of democracy, believing that a new perspective may contribute to a redefinition of the democratic path, offering new impulses for the near future. We have a particular interest in proposals, which focus on the Brazilian context and/or in a comparative perspective between experiences and recent democratic transformations, within South America but also with other continents.

     

    Confirmed Keynote SpeakersProf. Alessandro Ferrara (Universidade de Roma Tor Vergata), Prof. Dario Castiglione (University of Exeter), Prof. Marta Nunes da Costa (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Prof. Ester Heuser (Unioeste), Prof. Helena Esser dos Reis (Universidade Federal de Goiás), Prof. Ricardo Pereira de Melo (UFMS).

     

    Abstract Submission

     

    Abstract proposals no longer than 500 words, prepared for blind review and 5 keywords.

    Please provide your name, contact information, institutional affiliation and a short bio (3 lines).  Send to: nunesdacosta77@gmail.com

     

     

    Deadline for abstract submissions: MAY 10 2019

    Notifications of acceptance: MAY 15 2019

    Leia mais...

  • I Simpósio de Lógica e Filosofia Analítica e VIII Conferência de Epistemologia Social

    16 a 19 Julho

    O I Simpósio de Lógica e Filosofia Analítica, organizado pelo Grupo de Estudos em Lógica e Filosofia Formal (GELF/CNPq), visa desenvolver um encontro para pesquisadores de diferentes áreas da Lógica e Filosofia Analítica, tais como: Lógica, Filosofia da Lógica, Filosofia da Matemática, Filosofia da Linguagem, Epistemologia Analítica e Filosofia da Ciência, Metafísica Analítica e Filosofia da Mente.

    A Conferência de Epistemologia Social é um evento tradicional organizado pelos grupos de Epistemologia Analítica (CNPq) e Epistemologia Aplicada (CNPq). A VIII Conferência de Epistemologia Social irá discutir questões de epistemologia social, tais como: testemunho e confiança, desacordo entre pares e expertise, epistemologia coletiva, epistemologia aplicada e epistemologia social de instituições e sistemas.

    Este ano decidimos unificar ambos eventos como forma de otimizar recursos e integrar a comunidade. Os eventos também visam fortalecer a pesquisa em Filosofia Analítica, especialmente em Lógica e Epistemologia Social, no Nordeste brasileiro.



    O I Simpósio de Lógica e Filosofia Analítica e a VIII Conferência de Epistemologia Social irão ocorrer entre os dias 16-19 de Julho de 2019 na Universidade Estadual do Maranhão (São Luís, Brasil). Ambos eventos contarão com palestrantes convidados e uma seleção de comunicações.

     

    https://logicsocialepistemology2019.wordpress.com/  

     

    Leia mais...

  • II Simpósio Ética, Política e Direito: Repensando a justiça

    16 a 18 Julho

    Segunda edição do evento busca debater interfaces contemporâneas da justiça

     

    O II Simpósio de Ética, Política e Direito tem por objetivo central repensar o papel da justiça na política, na economia e no direito, investigando novas interpretações e significados, e também apoiado na tradição, de forma a buscar repostas para os urgentes problemas contemporâneos enfrentados.


    PROGRAMAÇÃO DO EVENTO:

    COMUNICAÇÕES: 9:00 - 12:00
    Dias 16, 17, 18/07/19

    MINICURSO:

    14:00 - 17:00
    Dias 16, 17, 18/07/19
    Prof. Dr. Alfredo Culleton (UNISINOS) - Doutrinas da Restituição e da Escravidão Negra na Filosofia Iberoamericana

    PALESTRAS E MESAS REDONDAS:

    Dia 16/07: Palestra de Abertura - 18:00 - 20:00
    Prof. Dr. João Carlos Brum Torres (UCS/UFRGS) – O Direito entre a Moral e a Política

    Dia 17/07: Mesa Redonda 1 - 18:00 - 20:00
    Prof. Dr. Adilson Feiler (UNISINOS) – F. Nietzsche e a Justiça
    Profa. Dra. Fernanda Bragato (UNISINOS/Direito) – A Justiça e o Direito

    Dia 18/07: Mesa Redonda 2 - 18:00 - 20:00
    Prof. Dr. Denis Coitinho (UNISINOS) - A Teoria da Justiça de Adam Smith
    Prof. Dr. Cláudio Leivas (UFPel) - Justiça por Natureza e Justiça por Convenção

    Submissão de comunicações: até o dia 28 de junho de 2019 para o e-mail deniscs@unisinos.br.

    Os resumos devem ter até 500 palavras, fonte Times New Roman com tamanho 12, espaçamento entre linhas 1,5, alinhamento justificado. No resumo, deve constar: (i) Título em negrito; (ii) Nome do(a) autor(a); (iii) Identificação da Instituição; (iv) Endereço eletrônico; (v) Resumo estruturado; (vi) Palavras-chave.

    A ocasião contará com transmissão ao vivo em alta definição na página Filosofia Unisinos no Facebook (endereço: https://bit.ly/2tEG1Mq) e também será disponibilizada posteriormente em Full HD no canal do Youtube do departamento (endereço: https://bit.ly/2jfkS6o). 
     



    Data: 16, 17 e 18 de Julho de 2019.
    Local: Auditório Érico Veríssimo/Labtics (Campus São Leopoldo - Escola da Indústria Criativa - Sala D02 118).
    Horário: Multi turno.

    Leia mais...

  • XI Simpósio Internacional Principia

    19 a 22 Agosto

     

    O conhecimento tem atraído a atenção dos filósofos desde suas especulações mais antigas. E na segunda metade do século XX, a filosofia em língua inglesa testemunhou o ressurgimento de investigações cuidadosas sobre questões clássicas acerca da natureza, estrutura e limites do conhecimento, bem como sua distribuição em grupos sociais. O XI Simpósio Internacional Principia tem como seu tema principal a discussão contemporânea em Teoria do Conhecimento, sob o título A Busca pelo Conhecimento. São bem-vindas contribuições que discutam qualquer aspecto do conhecimento e outros conceitos epistêmicos, bem como apreciações críticas de posições históricas e contemporâneas sobre o assunto.

    Propostas de trabalhos submetidas ao simpósio podem ser feitas em português, inglês, francês ou espanhol. Um resumo expandido (no máximo 500 palavras em qualquer desses idiomas) do trabalho deve ser submetido à comissão organizadora até 20 de abril de 2019. As submissões devem ser feitas apenas por e-mail ao seguinte endereço: principia2019@gmail.com

    Para mais informações, acesse http://www.principia.ufsc.br/SIP11-ptbr.html

    Leia mais...

  • 10 Anos da Revista de Teoria da História: A História e as ciências humanas frente aos desafios do século XXI

    04 a 06 Setembro

    As inscrições para apresentação de trabalhos em simpósio temático ou em mesa de pesquisa estão abertas do dia 10 de Junho a 20 de julho de 2019.

    Há espaço para comunicação de graduandos e pós-graduandos.

     

    Para mais informações, acesse o nosso site: 

    https://eventorth2019.wixsite.com/etrh2019

    facebook: https://www.facebook.com/teoriadahistoria/

    Local: Faculdade de História - UFG (Campus Samambaia)

     

     

    Leia mais...

  • IX Colóquio Nacional Rousseau

    23 a 27 Setembro

    I Colóquio Internacional do Centro de Estudos Jean-Jacques Rousseau

    IX Colóquio Nacional Rousseau do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa Jean-Jacques Rousseau

     

    Prezados(as) colegas rousseauistas

    Convidamos para que participem dos eventos I Colóquio Internacional do Centro de Estudos Jean-Jacques Rousseau e IX Colóquio Nacional Rousseau do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa Jean-Jacques Rousseau, os quais serão realizados conjuntamente de 23 a 27 de setembro de 2019 na PUCSP.

    Os eventos propõem a discussão sobre o tema “a voz e a escritura”, a partir do pensamento de Jean-Jacques Rousseau e dos diversos saberes por ele abordados, por exemplo, política, educação, literatura, música, religião.

    O tema tem por propósito central problematizar as diferentes vertentes dos escritos de Jean-Jacques Rousseau, contribuindo, destarte, para a compreensão de seu pensamento e para sua contínua atualização nos variados aspectos formulados pela recepção contemporânea de sua reflexão.

    As inscrições para apresentação de trabalho já estão encerradas. Os interessados em participar como ouvintes deverão fazer a inscrição no Sympla, conforme instruções presentes no site: https://www.sympla.com.br/a-voz-e-a-escritura__386637

    Mais informações serão divulgadas em breve no site oficial do evento: https://avozeaescritura.wordpress.com/

     

    Apoio

    Société Jean-Jacques Rousseau – Université de Genève

    Associação Brasileira de Estudos do século XVIII (ABES18)

    Grupo Interdisciplinar de Pesquisa Jean-Jacques Rousseau (GIP Rousseau)

    GT Rousseau e o Iluminismo (da ANPOF)

    Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

    Universidade de São Paulo (USP)

    Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)

     

    Leia mais...

  • III SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ESTÉTICA E FILOSOFIA DA MÚSICA

    23 a 25 Setembro

    A organização do III Simpósio de Estética e Filosofia da Música – SEFiM/UFRGS convida pesquisadores, professores, profissionais em geral e estudantes da graduação e pós-graduação da área da Música, Educação e Filosofia para submeterem propostas de trabalhos para o evento, conforme as especificações desta Chamada. As propostas de trabalho deverão se encaixar em um dos eixos temáticos abaixo:

     

    ·         Estética e Filosofia da Música.

    ·         Estéticas, arranjos e composições.

    ·         Experiências estéticas e Educação Musical.

    ·         Educação, arte e formação estética.

     

    Os trabalhos poderão ser submetidos apenas na modalidade Resumo. Todos os resumos expandidos aprovados serão publicados. Serão publicados na modalidade Trabalho Completo, em um número especial dos Anais, os resumos indicados pelos avaliadores durante o processo de avaliação pelos pares.

     

    Página do evento: https://www.ufrgs.br/musicaefilosofia/

     

    Convidados:

    Peter König – Universidade de Heidelberg

    Hans-Georg Flickinger – Universidade de Kassel

    Nuccio Ordine – Universidade da Calábria

    Lia Tomas – UNESP

    Mario Videira – USP

    Rodrigo Duarte – UFMG

    Ricardo Timm – PUCRS

     

     

    Envio de trabalhos

    Os trabalhos deverão ser formatados de acordo com as exigências e enviados no ato da inscrição. Os mesmos deverão ser submetidos na página dos Anais do SEFiM em http://www.ufrgs.br/sefim/ojs/index.php/sm

    As normas para formatação estão disponíveis:

    ·         Na página do evento http://www.ufrgs.br/esteticaefilosofiadamusica, no tópico SUBMISSÃO DE TRABALHOS.

    ·         Na página dos Anais http://www.ufrgs.br/sefim/ojs/index.php/sm/index no tópico SOBRE em DIRETRIZES PARA AUTORES.

     

    *Autores e coautores deverão estar necessariamente inscritos no evento.

     

    Datas e prazos importantes

    10/02/2019 – 15/05/2019 - Submissão de trabalhos.

    16/04/2019 – 21/05/2019 - Avaliação pelos pareceristas.

    02/05/2019 - Divulgação dos resultados.

    23 a 25/09/2019 - III SEFiM/UFRGS.

     

    Leia mais...

  • XVIII Congreso Interamericano de Filosofía

    15 a 18 Outubro

    Logo interamerica NB

     

    Octubre 15 al 18 de 2019

     

    La Sociedad Colombiana de Filosofía (SCF) y la Sociedad Interamericana de Filosofía (SIF) invitan a participar en el XVIII Congreso Interamericano de Filosofía, que se realizará en la ciudad de Bogotá – Colombia, del 15 al 18 de octubre de 2019.

     

     

    • COMITÉ ORGANIZADOR

      Durante la Asamblea de cierre del V Congreso Colombiano de Filosofía, llevado a cabo en Medellín, en 2014, João Carlos Salles, quien ya era Presidente de la SIF (y lo sigue siendo), presentó la invitación de la SIF ala Sociedad Colombiana de Filosofía para que ésta fungiera como organizadora del siguiente Congreso Interamericano de Filosofía. La SCF estudió dicha invitación y finalmente en la asamblea general de 2015 fue aprobado que la SCF se ofreciera como organizadora del evento. La solicitud fue llevada a la asamblea de la SIF que tuvo logar en Salvador de Bahía el 2 de abril de 2016 donde fue aceptada y se nombró a Colombia como el nuevo país sede del congreso y a la SCF como su organizadora. 

      Comité Científico: 

      • João Carlos Salles Presidente SIF - Brasil
      • Carlos G. Patarroyo Presidente SCF - Colombia
      • Camila de Gamboa Vicepresidenta SCF – Colombia
      • Miguel Giusti Expresidente de la SIF – Perú
      • Corina Yoris Presidenta – Asociación Venezolana de Filosofía
      • Carlos B. Gutiérrez Miembro Honorario – Colombia 

      Comité Ejecutivo: 

      • Carlos Gustavo Patarroyo G. Universidad del Rosario
      • Camila de Gamboa Tapias Universidad del Rosario
      • Ángel Rivera Novoa Universidad de San Buenaventura
      • Andrés Forero Mora Universidad Minuto de Dios
      • Ángela Uribe Botero Universidad Nacional de Colombia
      • Francisco Cortés Rodas Universidad de Antioquia
      • Manuela Fernández Pinto Universidad de los Andes
      • Fernando Cardona Universidad Javeriana
      • Douglas Niño Ochoa Universidad Jorge Tadeo Lozano
      • Javier Roberto Suárez Universidad del Norte

     

    Gracias a:

     

    WhatsApp Image 2018 10 29 At 21.48.12
    Banner Logo Scf

    Leia mais...

  • Direito à Rebelião? Uma perspectiva crítica a partir da história da filosofia política entre os séculos XV e XVIII

    21 a 24 Outubro

    I Conferência Internacional

     

    “Direito à Rebelião? Uma perspectiva crítica a partir da história da filosofia política entre os séculos XV e XVIII”

     

     

     21 a 24 de Outubro 2019

     

    Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande

     

    Grupo de Estudos Democráticos (G.E.D./Cnpq), Filosofia-UFMS

     

     

    Justificativa

     

    Seguindo uma investigação que tem sido feita acerca do futuro da democracia, procuramos responder à questão “Quando é legítimo contestar a autoridade pública, ou por outras palavras, como determinar que um governo é injusto e que meios tem o povo à sua disposição para o contestar?”. A questão pode parecer supor uma resposta predeterminada de que é, de facto, legítimo contestar a autoridade pública ou governo nacional, porém, seria simplista assumir tal premissa. Enquanto que a maioria das constituições dos países democráticos garantem o direito à rebelião do povo, a herança da teoria política é mais heterogênea. Hoje, porém, é pertinente questionar o tipo de relação entre democracia, autoridade, rebelião e resistência nos seus limites e condições de legitimidade.

    As conferências internacionais realizadas sobre o tema, sendo esta a primeira de uma série, pretendem oferecer um espaço para a reconstrução do horizonte de sentido a partir da história da filosofia política. Pretendemos identificar a origem e mutações dos conceitos de autoridade política, soberania, soberania popular, multidão, povo, legitimidade, desobediência civil, resistência, rebelião, revolução, assim como trabalhar as relações entre conceitos, tais como violência, poder e legitimidade. Por outro lado, queremos caracterizar a forma como o direito à resistência e o direito à desobediência civil, enquanto direitos específicos garantidos constitucionalmente, têm sido tratados na história da filosofia política, e mais especificamente como chegaram até aos dias de hoje, num contexto democrático, e de que forma são tratados na contemporaneidade. Ambos os momentos terão como ponto de partida uma reflexão crítica sobre obras canônicas de diversos autores, passados e contemporâneos. O nosso objetivo é perceber de que forma a história da teoria política nos pode ajudar a compreender melhor as dinâmicas das democracias contemporâneas, marcadas por um contexto generalizado de uma crise da representatividade, déficit de participação e difusão de atores políticos numa ordem transnacional que muitas vezes nos força a questionar os limites e condições de possibilidade do próprio projeto democrático.

    Nesta primeira conferência daremos prioridade às narrativas filosóficas (em sentido amplo, podendo abarcar leituras de outras disciplinas) historicamente situadas entre os séculos XV e XVIII. Propostas podem concentrar-se em autores / autoras numa perspectiva individual ou comparada.

     

    Alguns temas possíveis:

    ·      Poder constituinte e constituído

    ·      Povo versus multidão

    ·      O lugar da rebelião e/ou revolução

    ·      O papel do contrato social

    ·      Soberania

    ·      As outras narrativas a partir do lugar das mulheres na história da filosofia (incluindo análise de obra filosófica de autoras às margens do cânon dominante, tais como Margareth Cavendish, Mary Wollstonecraft, Clarisse Coignet, Olympe de Gouges, entre outras)

    ·      Autoridade e legitimidade política.

    ·      Republicanismos e liberalismos

    ·      Proto-democracias

     

    Alguns autores/ autoras possíveis:

     

    ·      Maquiavel

    ·      Hobbes

    ·      Margareth Cavendish

    ·      Locke

    ·      Espinosa

    ·      Burke

    ·      Montesquieu

    ·      Rousseau

    ·      Pais Fundadores (americanos)

    ·      Clarisse Coignet

    ·      Mary Wollstonecraft

    ·      Olympe de Gouges

    ·      Kant

    ·      Entre outros

     

     

    Submissão de apresentações e artigos

     

    Até dia 5 de Agosto submeter proposta de apresentação, constituída de resumo expandido (entre 500 e 1000 palavras), 5 palavras-chave e bibliografia. Num documento separado encaminhar nome completo, dados de contato (e-mail e celular), instituição. Encaminhar propostas para: nunesdacosta77@gmail.com.

    Até dia 12 de Agosto as propostas aceites serão divulgadas.

     

    Palestrantes Confirmados: Dario Castiglione (Exeter University), Jorge Alvarez Yáguez (Complutense de Madrid), Marta Nunes da Costa (UFMS), Ricardo Pereira de Melo (UFMS), Amaro Fleck (UFLA), Janyne Sattler (UFSC).

     

     

    Comissão Científica: Marta Nunes da Costa (UFMS), Ricardo Pereira de Melo (UFMS), Amaro Fleck (UFLA)

     

    Comissão Organizadora: Marta Nunes da Costa, Ricardo Pereira de Melo.

    Leia mais...

  • Ver todos